Importância da Hidratação

Columbia Sportswear

Conheça nossa Loja Virtual »

POSTS RECENTES

FIQUE POR DENTRO!
Receba dicas de destinos, produtos e muito mais para aproveitar melhor suas aventuras!
Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

Qual a importância da hidratação na prática de esportes?

A prática de esportes é essencial para a saúde física e mental. No entanto, fazer atividades exige cuidados com o desempenho corporal, o que inclui uma boa alimentação no dia a dia, um bom preparo físico e reforça a importância da hidratação.

O corpo humano é composto de 60% de água, com eliminação diária de cerca de dois litros desse total na ativação de funções básicas do organismo. A desidratação pode ocorrer quando não se repõe a quantidade necessária para manter esse balanço adequado de água.

Neste post vamos abordar os riscos que você pode correr com a ausência de água no organismo, a importância de uma hidratação adequada e as melhores maneiras de evitar que isso prejudique a saúde durante a prática de esportes!

Quais os potenciais riscos causados pela desidratação?

A desidratação desencadeia uma série de consequências negativas no corpo, como lesões nos músculos, perda de energia, humor e pressão sanguínea, sendo uma grande vilã para quem deseja manter uma vida ativa e dinâmica.

Um corpo desidratado pode afetar o cérebro e acarretar dores de cabeça, vertigem ou até mesmo déficit cognitivo. Esses males podem ser intensos conforme o nível de consumo de água.

Qual a importância da hidratação na vida de um esportista?

Durante a prática de esportes acontecem dois movimentos importantes do organismo e do corpo — há uma tendência natural ao esforço do corpo para liberar muito mais líquidos do que o normal, mas também, necessidades específicas que exigem um corpo bem hidratado.

Uma dessas necessidades é a transpiração, que tem a responsabilidade sobre a regulação da temperatura corporal. A água também proporciona o amortecimento e a lubrificação das articulações.

Um alerta! Praticantes de atividades esportivas podem sofrer hiperidratação, ou seja, por serem mais conscientes da necessidade de reposição de água no organismo, terminam por exagerar no consumo, causando dores de cabeça, náusea, e em casos extremos até convulsões.

Como definir uma hidratação adequada?

A quantidade de água ideal a ser ingerida pode variar muito de cada pessoa, do clima e da atividade praticada no dia. Considerando a média geral, é recomendável cerca de dois litros e meio ao longo do dia — o suficiente para manter o corpo bem hidratado.

A ingestão deve seguir um ritmo de pequenas porções ao longo do dia. No caso de esportes, procure ingerir cerca de 500 ml para cada 1 hora de exercícios praticados (antes, durante e inclusive depois deles) e assim, repor todo o líquido perdido.

Uma boa forma de regular essa reposição é subir na balança antes e depois da atividade física. Seu peso após o exercício deve ser aproximadamente o mesmo, compensado com a água ingerida. Para esse cálculo você deve considerar que 1g = 1ml.

Se seu esporte exige um longo período outdoor, como trekking, por exemplo, leve água suficiente para seu percurso ou planeje uma rota de reposição evitando assim o risco de não ter água para toda a aventura.

Somente água é suficiente?

É importante notar que durante a transpiração não se perde apenas água no corpo. O suor também contém sais minerais como cálcio, potássio e sódio, essenciais para o bom funcionamento de todo o organismo.

Por isso é preciso levar em conta também a intensidade do esporte praticado. Em casos em que a transpiração é constante, pode ser necessário o auxílio de um isotônico para ajudar a repor esses sais minerais perdidos.

O isotônico é composto por uma quantidade semelhante desses nutrientes que se perdeu na transpiração. Ele se torna necessário em exercícios intensos de mais de 1 hora de duração e evita todos os sintomas que já citamos no início deste artigo.

A corrida de montanha é um desses exercícios em que se perde muito líquido corporal, por isso, recorrer à água e a um complemento isotônico fará com que a aventura seja agradável e menos desgastante.

O que fazer para manter a hidratação durante as atividades físicas?

  • Faça uma alimentação balanceada – algumas frutas e legumes chegam a conter 90% de seu volume composto por água;
  • invista no consumo de água e isotônicos – leve sempre consigo uma garrafinha de um ou de ambos. Ela é o lembrete de importância da hidratação;
  • esteja atento aos sinais do corpo – procure se hidratar mesmo que não sinta sede — lembre-se de que esse já é o primeiro sintoma da desidratação.

Curtiu este post? Sabia que existem outros fatores importantes para se considerar na hora do seu exercício? Confira a importância de um tênis adequado e mantenha a sua rotina de prática esportiva!