Bota ou tênis: qual é o mais indicado para esportes outdoor?

Um dos itens mais importantes para fazer trekking ou outro esporte de aventura é o calçado. Os pés vão suportar todo o peso do corpo e da mochila, e, por isso, precisam estar confortáveis e bem protegidos. Um calçado inadequado — que provoque bolhas e que não suporte o terreno e o esforço, podendo deixar o pé molhado — pode acabar com sua viagem!

Para os esportes outdoor, o mais recomendável é escolher uma bota ou tênis para trekking. Cada um possui características e finalidades diferentes. Neste texto, vamos mostrar as diferenças entre os dois e ajudar você a escolher o ideal para as suas necessidades. Aproveite a leitura!

Quando usar o tênis?

O tênis é mais leve e mais flexível que uma bota. Ele é indicado para trilhas em terrenos pouco acidentados, caminhadas mais leves ou curtas e para corridas de montanha. O tênis, por ser menos pesado, facilita a movimentação do pé e é indicado para trekkings e para as “escalaminhadas”.

Outro ponto positivo é a praticidade. Ele é mais fácil de colocar e ocupa menos espaço na mochila, caso você precise guardá-lo. Outra vantagem é que os tênis costumam ser mais respiráveis que as botas. A transpiração evapora dos pés com mais facilidade e o tênis seca mais rápido.

Uma desvantagem do tênis é que a água pode entrar mais facilmente, mesmo nos modelos impermeáveis. Outro ponto negativo é a altura. O tênis não oferece proteção ao tornozelo, então a atenção deve ser redobrada para evitar entorses.

Como escolher o modelo ideal?

Para acertar na escolha, o primeiro passo é pensar no tipo de terreno que você costuma encarar. Se for mais irregular, um solado mais rígido vai te dar mais segurança. É claro que você não precisa ter um tênis para cada tipo de caminhada, mas procure pelas características que vão te ajudar nas atividades que você mais está acostumado a fazer.

Observe também a qualidade do material, cabedal, tecnologia usada e solado. Tudo isso vai influenciar no conforto da sua caminhada.

Quando usar a bota?

A bota é uma opção de calçado mais robusta e que dá mais estabilidade ao pé e ao tornozelo. Ela pode ter cano baixo, médio e longo. As diferenças entre os modelos estão na estabilidade e na mobilidade do tornozelo. O cano baixo oferece menos estabilidade e mais mobilidade. Já a bota de cano alto funciona ao contrário. E a bota cano médio acaba ficando no meio termo.

Elas são mais indicadas para trilhas longas, em terrenos acidentados e com pedras e galhos soltos. As botas impermeáveis são recomendadas para terrenos lamacentos e travessias com rios. Para enfrentar locais com neve, a bota deve ser impermeável para evitar que os pés fiquem molhados no frio.

Outro benefício das botas é que, devido à sua robustez, elas mantêm os pés mais aquecidos. Quem vai enfrentar um clima mais frio, nos extremos de neve ou apenas com temperaturas mais baixas, é ideal apostar em uma bota. Assim, é mantido o calor nos pés.

Como escolher o modelo ideal?

Assim como o tênis, é preciso pensar em quais situações você vai usar a bota. De maneira geral, uma bota cano médio, impermeável e com tecnologia de respiração atende a quase todas as situações de esporte outdoor. Ela garante estabilidade e mobilidade do tornozelo e ainda assegura o conforto.

Independentemente do tipo escolhido, é preciso analisar o material da bota, sua impermeabilidade, se ela é respirável, o tipo de solado e cabedal. A qualidade da bota faz toda a diferença na sua viagem, pois ela garante o conforto dos seus pés.

Tênis ou Botas

Quais os benefícios de usar um calçado adequado?

Vamos ver quais são os benefícios de usar o calçado adequado, mesmo comprando um tênis ou uma bota para esportes outdoor.

Segurança

Ao fazer qualquer atividade física, essa deve ser a principal preocupação. Usar um calçado inadequado pode causar lesões sérias, como fraturas e distensões. Dependendo do local, às vezes podemos encontrar dificuldade de atendimento médico adequado, pois pode ser um local de difícil acesso.

A qualidade do calçado também influencia na segurança. Imagine a seguinte situação: você está subindo o Pico da Bandeira e, de repente, a sola do seu tênis ou bota descola. Em uma situação assim, você corre o risco de cortar e machucar os pés, ou tropeçar e cair. Além disso, acaba atrapalhando seu planejamento e consequentemente a sua viagem.

Outro ponto que influencia na segurança é a aderência ao solo. As botas ou tênis para trekking possuem um solado específico, que adere melhor ao solo. Isso evita que você escorregue ou patine durante as caminhadas. Algumas botas específicas para a neve suportam o uso de grampos.

Conforto

Não é por gostar de aventura que o calçado precisa ser desconfortável. Ao escolher algum que seja inadequado, você pode acabar sofrendo com as bolhas nos pés. Quem já teve uma no meio de uma caminhada, sabe o quanto elas podem atrapalhar. O conforto, ou a falta dele, pode ser o ponto chave do sucesso, ou do fracasso, do trekking.

Além das bolhas, é uma função do calçado manter seu pé aquecido e seco, principalmente em situações extremas, como com a neve. No frio, circula menos sangue para as extremidades do corpo. Por isso, o calçado deve ajudar a manter o calor nos pés, garantindo o conforto e, também, a segurança.

Baseado nessas informações, podemos verificar que escolher a bota ou tênis de trekking ideal não é uma tarefa tão fácil. Existem vários fatores a serem considerados na hora da sua escolha. Você precisa analisar a finalidade do calçado, procurar informações sobre ele, e comparar o custo benefício para fazer uma compra inteligente. Independentemente de qual escolher, garanta que ele seja próprio para atividades outdoor.

Para ajudar na sua escolha, observe as dicas que foram dadas neste texto, sabendo como escolher o melhor para você, faça uma compra mais adequada para suas necessidades.

Se você quer saber um pouco mais sobre os calçados para atividades outdoor, leia também o artigo “Quais os principais tipos de calçados e seus usos”.